Tarcísio Meira e Glória Menezes foram dispensados da Globo após 53 anos. Tarcísio dará uma entrevista exclusiva ao "Balanço Geral" nesta sexta-feira.


Em uma live recente, Nívea Maria (73) alertou que os atores veteranos, por pertencerem ao grupo de risco da Covid-19, terão muitas dificuldades para voltarem ou emplacarem novos projetos na televisão. Não estava errada.

Pelo menos até dezembro, vai se intensificar a saída de profissionais de RG mais antigo das fileiras do Grupo Globo. Contratos estão sendo analisados e as comunicações de não-renovação não param.

A Renato Aragão e Miguel Falabella se juntaram agora Tarcísio Meira e Glória Menezes, nomes que se misturam à própria História da nossa televisão. Nomes gigantescos!

A desculpa padrão – “Como todos sabem, nos últimos anos, temos tomado uma série de iniciativas para preparar a empresa para o futuro e evoluído nos nossos modelos de gestão de talentos e parcerias, em sintonia com as transformações pelas quais passa nosso mercado. Tarcísio Meira e Glória Menezes, assim como outros companheiros, tem abertas as portas da empresa para futuros projetos em nossas múltiplas plataformas” – soa até estranho.

Aliás, esse tipo de procedimento já aconteceu em outras épocas.

Em um determinado momento da história da Globo, tentaram “demitir” até o próprio Roberto Marinho. Há anos, profissionais mais antigos estão sendo dispensados, em uma reformulação que parece não ter fim.

Isto também reforça o que aqui foi dito: chegou ao fim a era dos contratos de longa duração. Apenas alguns poucos serão mantidos na casa.

Tarcísio Meira concederá uma entrevista exclusiva nesta sexta-feira ao "Balanço Geral" para falar sobre sua saída da Globo após mais de 50 anos.// R7