Polícia Federal prende candidatos que receberam propostas em dinheiro para abandonarem o partido

A Polícia Federal deflagra na manhã desta quinta-feira (26/11) a Operação Desertor, que visa apurar suposto esquema de corrupção eleitoral envolvendo candidato ao cargo de vice-prefeito da cidade de Luís Eduardo Magalhães, no extremo oeste baiano, no último pleito. Estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, quatro mandados de busca e apreensão de aparelhos celulares e um mandado de prisão preventiva. Os mandados foram expedidos pelo juízo da 205ª Zona Eleitoral de Luís Eduardo Magalhães e estão sendo cumpridos naquela cidade e também em João Dourado. Durante as investigações, que tiveram início no dia 12 do corrente mês, foram revelados indícios de que os envolvidos receberam propostas em dinheiro para abandonarem o partido ao qual pertenciam, com o objetivo de polarizar a disputa eleitoral entre dois candidatos. O nome da operação, Desertor, faz alusão àquele que abandona suas convicções, seu compromisso ou a causa de que era defensor. Os investigados responderão pelo crime de corrupção eleitoral, previsto artigo 299 do Código Eleitoral.// Junior Mascote.