Astrônomo Leandro Barbosa estima que em 10 anos ocorra uma 'explosão de descobertas de planetas fora do sistema solar habitáveis'

Ilustração de Kepler-1649c orbitando ao redor de sua pequena estrela hospedeira. Este recentemente descoberto exoplaneta está na área habitável da sua estrela e é o mais parecido com a Terra em tamanho e temperatura descoberta até agora

Os avanços das tecnologias de exploração do espaço têm sido cada vez mais velozes, seja para compreender a estrutura planetária de vizinhos da Terra -- como faz a sonda Perseverance, enviada a Marte pela Nasa --, ou para identificar potenciais "casas" fora do sistema solar (os exoplanetas) para abrigar a humanidade -- as chamadas "novas Terras".

Em entrevista à CNN, o professor de astrofísica do Centro Universitário da Fundação Educacional Inaciana "Padre Sabóia de Medeiros" (FEI), Leandro Barbosa, explica conceitos como exoplanetas e nova Terra, que são muito usados por causa das recentes descobertas das agências espaciais espalhadas pelo mundo.// 
Foto: Daniel Rutter/Ames Research Center/NASA