O médico e coordenador do Centro de Atendimento Covid-19, em Brumado, Danilo Menezes, defendeu em entrevista ao site Achei Sudoeste o uso de medicamentos para fazer o tratamento precoce contra o coronavírus. Segundo explicou, ele e um grupo de 15 médicos da cidade assinaram uma carta aberta à comunidade indicando os benefícios do tratamento precoce contra a doença. “O tratamento precoce não significa sair distribuindo medicação de forma desordenada. É justamente uma tentativa, defendida por uma corrente grande de profissionais sem espaço na grande mídia tradicional, de enfrentarmos esse momento”, definiu. Questionado sobre a falta de comprovação científica do tratamento precoce, Menezes explicou que a doença possui as fases da replicação viral e inflamatória e que os medicamentos agem justamente na fase de replicação da carga viral a fim de impedir que a doença avance. “A grande maioria dos pacientes que chega até nós aqui no Centro de Atendimento Covid já chega na fase mais avançada, inflamatória, onde ocorrem as complicações. Então, nos 6 primeiros dias em média, tomando como referência o primeiro dia de sintomas, quando utilizado o protocolo na dose preconizada e adequada, minimiza-se o risco de complicações”, argumentou. Para o médico, o protocolo precoce diminui o risco de internações e pacientes graves e, consequentemente, diminui a sobrecarga no sistema de saúde. A carta foi assinada pelos médicos: Danilo Menezes CRM 17600; Erickson Dias Cambuí CRM 17554; Luiz Fabiano CRM 31181; Murilo Camelo Fernandes CRM 31386; Renata Britto CRM 31696; Lavínia Caires CRM 34198; Bruno Andrade CRM 23459; Carlos Alves de Jesus Júnior CRM 24695; Maurício Rios de Castro CRM 23660; Bruno Leandro Neves Brandão CRM 31322; Thiago Torres CRM 27950; Carla Torres CRM 27951; Breno Fernandes CRM 32122- BA; Marcolino Souza Aguiar CRM 22958 e Joaquim de Castro Donato Júnior CRM 20176.//
Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste