No dia 17 de abril, a jovem Gleici Helen de Oliveira Silva, 22 anos, foi brutalmente agredida pelo ex-companheiro Hemerson Matheus, 22 anos, que não aceitava o fim do relacionamento. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, Gileane Oliveira Silva Cortes disse que a irmã está bem na medida do possível. “O lado direito dela melhorou bastante, mas a lesão do olho esquerdo é forte. Porém, o oftalmologista disse que não ficará nenhum dano. Só com o tempo pra saber quando ela voltará a enxergar normalmente desse olho. O rosto dela ainda está muito inchado. Os dentes também estão muito sensíveis”, relatou.

Segundo Gileane, a tomografia realizada no hospital não acusou nenhum dano neurológico. “Ela está sendo muito bem assistida pelo SUS e pelo Cras. Não só ela, minha família também. Fomos muito bem acolhidos pela população”, frisou. Embora a recuperação física de Helen esteja sendo lenta, Gileane contou que os maiores traumas são os psicológicos. “Ela só faz chorar. Chora bastante. A psicóloga falou que é normal porque ela passou por um trauma muito grande. Só o tempo. Precisamos de muita oração. Ajoelho e agradeço todos os dias pela vida da minha irmã”, disse. (Fonte e foto: Achei Sudoeste)