Uma idosa de 75 anos foi resgatada nesta terça-feira (13) de uma casa onde vivia em cárcere privado na zona oeste do Rio de Janeiro. De acordo com a polícia, Maria das Graças de Sousa Rodrigues, natural do Maranhão, sofria maus-tratos e era impedida de sair de casa pela patroa, de 82 anos.

A vítima deixou seu estado natal em 1969, a procura de uma vida melhor no Rio de Janeiro, mas perdeu contato com a família há mais de 30 anos.

Na casa onde Maria foi resgatada havia 40 cachorros, 20 pombos e muitas fezes de bichos espalhadas pelo quintal. Havia também um cemitério de animais nos fundos do imóvel.

Ela dormia em um quarto junto com os cães em uma cama velha e quebrada, apoiada por tijolos. Os policiais a encontraram com roupas velhas e sujas.

Há dois anos, uma sobrinha que mora no Maranhão conseguiu encontrar o endereço da casa onde a tia morava e, por meio de telefone, pediu apoio da vizinhança para levantar mais informações. Só neste ano, uma vizinha foi até à delegacia registrar a denúncia de cárcere privado.

“A alegria foi por ter encontrado a minha tia e a tristeza, por saber das condições em que ela se encontrava. Mas, pelo menos, está viva. A ideia é trazer ela de volta para o Maranhão para poder aproveitar o final da velhice em paz ao lado das pessoas que gostam dela” disse a enfermeira Raquel Rodrigues de Castro Belfort, de 46 anos, em entrevista ao jornal Extra.

A patroa vai responder por cárcere privado, redução à condição análoga à escravidão e maus tratos a animais.// Por: Redação Bnews