Caldeira recebeu o diagnóstico da doença semana passada, no Hospital Regional e foi transferido para a unidade de referência.



O cronista esportivo e árbitro de futebol Joílson Neves Caldeira, de 45 anos, morreu no fim da madrugada desta quinta-feira (04) por complicações do coronavírus. Ele estava internado na UTI do Hospital Covid-19, no centro de Eunápolis.

Caldeira recebeu o diagnóstico da doença semana passada, no Hospital Regional e foi transferido para a unidade de referência. Joílson Caldeira também atuava como árbitro de futebol e futsal. Ele trrbalhava ainda como corretor de imóveis e, no início do ano, havia sido nomeado para um cargo comissionado na prefeitura de Eunápolis. Importante entusiasta do esporte eunapolitano, ele deixa esposa e duas filhas. Aos enlutados prestamos nosso solidariedade. Com informações do Radar64.