Um cachorro foi "contratado" pelo Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Guararema após ter sido adotado e devolvido a uma ONG da cidade. O animal, que tem somente 7 meses, ganhou um crachá de funcionário e recebeu o nome de Assistente, que seria sua função no CAPS, mas ele é conhecido como Assis.

A prefeitura da cidade explicou ao G1 que o cachorro auxilia nos atendimentos aos pacientes: faz carinho, brinca e ajuda na criação de sentimentos de cuidado, afeto e responsabilidade. Assis também participa de reuniões administrativas.

A assessora de saúde mental e coordenadora do CAPS, Jéssica Falco, conta que eles já tinham o desejo de ter um mascote no local quando viram que Assis estava disponível para adoção em uma ONG da cidade. Ela explica que é agradável ter o animal no ambiente e que eles só tiveram que adaptar alguma coisas, como ter que ficar sempre atento ao portão para não deixar ele fugir.

“Fizemos algumas adaptações, mas ele fica solto aqui. Todo mundo fica de olho nele, ele fica onde ele quer. Se ele começar a destruir alguma coisa a gente vai e organiza para não destruir mais, porque ele tem esse instinto por ser filhote. Mas ele fica solto, participa de reunião, participa de grupos. Tudo que ele ficar quietinho e der para participar, ele participa”, disse Jéssica ao G1.


Antes de ser acolhido por Jéssica, no entando, Assis foi adotado e devolvido por outra pessoa. A antiga tutora dele resolveu trocá-lo por uma fêmea. //Por: Vitoria Mikaelli/Prefeitura de Guararema