Moradores do bairro Simão, em Vitória da Conquista, a 132 km de Brumado, reclamam da falta de fornecimento de água e energia elétrica. O problema atinge uma parte da localidade e a população enfrenta dificuldades diariamente sem os serviços essenciais. Há cinco anos a comunidade luta para ter energia e água encanada em casa. Girlene Vieira, dona de casa, conta que solicitou formalmente à Embasa a ligação, para que a água passe a cair nas torneiras da residência. A caixa medidora já foi instalada pela moradora. “O rapaz veio essa semana e disse que estava tudo certo, que já ia liberar a ligação, e até o momento não foi realizada”, contou ao G1. A dona de casa está ainda mais preocupada com a situação, pois ela mora com duas crianças e uma filha que está grávida. “A qualquer momento o bebê vai nascer e eu estou aqui, sem água e sem energia em casa”. A diarista Ana Rita Alves relata que desde 2016 pede insistentemente que a Embasa amplie a rede de abastecimento para todo o bairro, contemplando a casa dela e de outros vizinhos, sem sucesso. “A Embasa nunca me deu uma resposta”, afirma. Ela e outros moradores têm cisternas em casa, porém, sem energia elétrica, não podem usar a bomba que levaria a água até as torneiras. Assim, Ana Rita precisa ir até a casa da mãe várias vezes ao dia, para encher vasilhames e baldes de água e garantir a execução das tarefas domésticas. “O dia todo é esse percurso, vou e volto. É difícil viver assim”. Em nota, a Embasa disse que o atendimento tem sido priorizado para localidades mais habitadas e que vai avaliar a possibilidade de atender a demanda do bairro Simão em momento oportuno. A Coelba informou que técnicos já estiveram na localidade e que deve enviar uma outra equipe até o local, para verificar a viabilidade do projeto de instalação de energia elétrica.//
Foto: Reprodução/TV Sudoeste