O município de Poções poderá perder cerca de 500 empregos diretos e indiretos gerados em fabricas que fornecem componentes para setores de indústrias calçadistas de Vitória da Conquista, além de outros produtos de fabricação específica.

O desastre econômico que deve abalar diretamente o comércio local, que já enfrenta dificuldades por causa do momento pandêmico, ocorre devido a intransigência da Prefeita Municipal, Dona Nilda (PC do B) que desde janeiro de 2021 suspendeu o pagamento dos alugueis dos galpões onde funcionam as referidas indústrias.

A ação do município que tem por finalidade atrair geração de emprego e renda acontece em Poções a mais 10 anos. De acordo com informações as unidades fabris devem alocar as suas estruturas em outros municípios vizinhos ainda não divulgados.//
*Sudoeste em Foco // Adaptação: Blog Panorama Geral/ Reprodção: Bahia de Açúcar News.