Moradores da cidade de Iguaí, a 504 km de Salvador, denunciam que o prefeito Ronaldo Moitinho dos Santos [Rony Moitinho] pelo PSD, descumpriu o decreto do Governador do Estado da Bahia [ Rui Costa] que proíbe quaisquer tipo de evento junino, como os festejos dessa época tão tradicional no Nordeste e da Procuradora-Geral de Justiça (PGJ), estipulado por Norma Cavalcanti, que por recomendação geral pede aos municípios para evitar aglomerações durante festejos juninos na Bahia. A recomendação foi publicada no Diário de Justiça Eletrônico (DJE) nesta última sexta-feira (18), conforme informação do Ministério Público Estadual (MP-BA). De acordo com o MP-BA, a promotora alerta aos promotores de Justiça que recomendem aos municípios a adoção de medidas que impeçam a realização de festejos juninos com aglomerações de pessoas. Ainda na recomendação, a PGJ pede aos promotores que orientem também os prefeitos a não realizar, autorizar ou financiar a realização de festejos juninos com concentração de pessoas e tomem providências a fim de coibi-los, por meio do exercício proporcional do seu poder de polícia.

Mais o prefeito Rony Moitinho, da cidade de Iguaí no Sudeste Baiano, descumpriu completamente as recomendações do Governador, da Procuradoria Geral da Justiça e do Ministério Público – BA, promovendo na noite desta ultima sexta (18) (mesma data das recomendações) aglomerações com presença de centenas de pessoas em um evento e festejo juninos como pode ver no vídeo envido a reportagem do Blog Panorama Geral. Além das fotos e vídeo enviados a nossa reportagem mostra o encontro de centenas de pessoas, “os quais foram inclusive abraçados e beijados pelo prefeito Rony Moitinho, em evidente desrespeito ao distanciamento e outras orientações estipuladas pelo Ministério da Saúde e Governo do Estado.

“A população está indignada com os atos do gestor e seus funcionários, pois se tratam de pessoas que deveriam dar exemplo e promover a saúde dos munícipes. Pessoas que necessitam dos serviços dos postos e hospitais estão receosas e com medo de irem até essas unidades, uma vez que puderam acompanhar em tempo real as aglomerações em que estavam envolvidos esses profissionais”, diz moradores de Iguaí.

Com 30 mortes contabilizadas no município decorrente da COVID-19 e mais de 2100 casos notificados de Coronavírus, o atual prefeito Rony demonstra total descaso e desprezo pela saúde dos munícipes com a realização deste evento. O prefeito Rony Moitinho ainda deve a estupidez de desconsiderar a morte de um morador do município, um dos fundadores da cidade que veio a óbito na mesma data do evento, o senhor Lázaro Miranda. O espetáculo em Praça pública e Ruas da cidade certamente geraram um alto gasto aos cofres públicos da prefeitura e a população iguaiensse está perplexa e assustada, com tamanha falta de bom senso e pudor do atual gestor.//
Reportagem // Van Nascimento [Blog Panorama Geral]