Depois de ser acusado publicamente de agressão contra a ex-mulher, DJ Ivis entrou com um processo contra a vítima, Pamella Holanda. Na ação, o músico afirma que sofre calúnia por parte da ex-companheira, "na data de hoje, após as 15 horas [ela] comunicou a imprensa fatos mentirosos relativos à violência doméstica veiculada em site na internet prejudicial a sua reputação".
O advogado do DJ solicita a remoção da internet do vídeo em que ele aparece agredindo Pamella. Além disso, o músico também pedia que Pamella fosse proibida de comentar sobre o assunto com a imprensa, "principalmente onde citem a filha menor".
No entanto, a juíza Maria José Sousa Rosado de Alencar, da Comarca de Fortaleza, negou ambos os pedidos neste domingo (11). A magistrada afirma que é "impossível analisar o pedido, além do que a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria afronta ao direito fundamentada livre expressão da imprensa".
O processo foi encaminhado para a Comarca da cidade de Eusébio, na Grande Fortaleza, onde mora o músico. A juíza informou na decisão que não verificou no conteúdo divulgado por Pamella "qualquer conduta que ultrapasse o direito de expressão".//Por: Redação BNews