A soma dos trabalhos estratégicos das equipes técnicas das secretarias municipais de Educação (Smed) e de Saúde (SMS) resultou no início das aulas semipresenciais em 24 escolas da Rede Municipal de Ensino nesta segunda-feira (23). Seja com a formulação e o cumprimento de protocolos ou com a adequação da infraestrutura das escolas e preparação dos profissionais da Educação, as duas secretarias buscaram garantir o retorno seguro da comunidade escolar.

“Trabalhamos em regime de mutirão, com toda equipe da Smed mobilizada, em parceria com a Secretaria de Saúde, para possibilitar esse retorno às aulas na modalidade semipresencial. E, com alegria e otimismo, estamos vivenciando essa realidade, com a certeza de que estamos no caminho certo e de que tudo está sendo realizado com muito cuidado e responsabilidade, visando toda a segurança possível”, destacou o secretário de Educação, Edgard Larry.

A secretária de Saúde, Ramona Cerqueira concordou. “Esse é um momento bastante significativo dessa parceria. Deixamos tudo pronto para que esses alunos voltassem, com todas as medidas de segurança estabelecidas no nosso protocolo conjunto, como a aferição de temperatura, álcool em gel e distanciamento dos alunos em sala. Tudo foi estruturado para que não aconteça nenhum tipo de contaminação dentro do ambiente escolar”, ressaltou.

Os profissionais da Educação receberam orientações sobre normas de segurança e saúde e uma equipe de referência foi montada e treinada para identificar casos suspeitos da Covid-19 ou qualquer outro tipo de sintoma gripal de alunos e servidores. Por isso, as expectativas entre os profissionais, com esse retorno, são positivas.


Para Noélia, expectativas são positivas

“É com bastante satisfação que iniciamos o retorno das aulas semipresenciais. A gente vem há bastante tempo nos adaptando aos protocolos, os profissionais passaram por uma formação para que esse retorno aconteça com a maior segurança possível. Então, acho que o retorno será satisfatório. Nosso pensamento está bastante positivo”, comentou o professor e atual diretor da Escola Municipal Marlene Flores, Miquéias Meira.

Para Noélia Ferreira, que recepciona os alunos da mesma escola, o sentimento é o mesmo. “A expectativa é muito grande e a esperança maior ainda. Tanto nós quanto os alunos estávamos muito ansiosos por esse dia sobre o qual nos preparávamos. Estamos muito felizes com esse retorno, sabemos os desafios, mas estamos confiantes”.