Os suspeitos de terem matado Ariane Bárbara Laureano de Oliveira, de 18 anos, foram presos nesta quarta-feira (15), em Goiás.

Jeferson Cavalcante Rodrigues, de 22 anos, Raíssa Nunes Borges, de 19, e Enzo Jacomini Carneiro Matos, de 18, são acusados de asfixiar, esfaquear e ocultar o corpo da vítima. Um dos suspeitos desejava saber se tinha traços de psicopatia ou não.

Leia mais:
- Assista: Loja de produtos importados é assaltada no Centro de Salvador por quatro pessoas
- Caso Kathlen: Morte da jovem completa 100 dias e polícia ainda não esclareceu o crime

Ariane estava desaparecida e foi encontrada morta no dia 24 de agosto, com o corpo em decomposição. Dois dos presos se identificaram como satanista e, de acordo com o delegado do caso, Marcos Gomes, matar Ariane não foi uma escolha pensada, o que poderia ter ocorrido com qualquer jovem da cidade

Em agosto, antes de ser morta, Ariane mandou uma mensagem para a mãe avisando que iria sair com amigas para comer. Após o assassinato, o trio deixou o corpo da jovem em uma mata chamada Setor Jaó, também na capital.

O inquérito será concluído nos próximos dias e encaminhado ao poder judiciário. //Por: Reprodução/TV Anhanguera/Polícia Civil de Goiás