Aconteceu, de 22 a 24 de novembro, no auditório do Polo de Educação Permanente em Saúde, em Vitória da Conquista, a qualificação dos facilitadores da Atenção Básica para o desenvolvimento do Acolhimento Pedagógico na região, com carga horária total de 24 horas.
No evento, que realiza a Oficina de Formação de Facilitadores Municipais, a Secretaria Municipal de Saúde de Poções conta com a participação da coordenadora da Atenção Básica no município, Lilian Oliveira, e da coordenadora da equipe multidisciplinar, Maria Helena.
A preparação justifica-se pela necessidade de desenvolver nos facilitadores competências pedagógicas para conduzir as equipes no território.
Para Lilian, a educação permanente se dá de forma transversa ao desenvolvimento da Atenção Primária, onde serão trabalhadas diversas temáticas de formas dinâmicas com todos os grupos de trabalhadores. “Dessa forma iremos provocar reflexões a partir da realidade vivida em cada unidade, levando em consideração a territorialização”, destaca Lilian.
Para os organizadores da qualificação, o Acolhimento Pedagógico introduz temas estruturantes para o desenvolvimento dos serviços na Rede de Atenção à Saúde (RAS), considerando a Atenção Básica como ordenadora da rede e coordenadora do cuidado.
Dentre os temas estão: Conceito ampliado de saúde; Determinantes Sociais da Saúde; Modelos de Atenção à Saúde no Brasil; Políticas Públicas de Saúde; Participação e Controle Social; Rede de Atenção à Saúde; Integração de ações da Atenção Básica e Vigilância à Saúde; Territorialização; Planejamento e Programação Local em Saúde – PPLS; Ferramentas para o trabalho em equipe com o usuário, com as famílias e com a comunidade; Educação Permanente – tema transversal. Utilizando como estratégias: metodologias ativas, aprendizagem significativa (conteúdo ensinado faz sentido para quem aprende) e atividade prática em relação à teoria (Práxis).