Área está cercada de água

Cerca de 12 famílias residentes nas imediações da Fazenda Três Lagoas, região da Formiga, próxima à Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) da Embasa, a alguns quilômetros da BR-330, trecho Ipiaú-Barra do Rocha, encontram-se ilhadas devido ao transbordamento de pequenos açudes e o represamento do Rio Formiga.

Apesar de suas casas ainda não terem sido invadidas pela água, a situação é delicada pois muitas dessas famílias estão sob a ameaça de escassez de alimentos, água potável, remédio e outros meios de sobrevivência, além da possibilidade de faltar energia elétrica. São três núcleos habitacionais ilhados e relativamente distantes um do outro.

Informações de pessoas que foram resgatadas do lugar, por um grupo de socorristas voluntários liderado por Nestor Barreto, dão conta que a comunidade já não dispõe de meios de comunicação, principalmente Internet e teme que a agua avance até suas residências. Dentre os ilhados verifica-se uma gestante que se aproxima de trabalho de parto, crianças doentes e idosos.

As únicas maneiras de chegar até eles são através de embarcações seguras ou por helicóptero. Todas as vias de acesso por terra estão submersas. Sobre a estrada que liga o lugar à pista da BR-330, num distancia de aproximadamente 3, 5 Km a profundidade da água é calculada em dois metros.

A água já ultrapassou a metade da altura de alguns postes da rede elétrica. Muitas outras comunidades, no vale do Rio das Contas, se encontram em situação semelhante, daí a necessidade urgente de se organizar equipes de socorro, com embarcações apropriadas e outros instrumentos. (Giro/José Américo Castro)