Assustados com a morte do jovem Wellington de Jesus Gois, de 21 anos, alvejado dentro de casa, os vizinhos preferirem não falar muito sobre o crime, mas contaram que na noite de ontem por volta das 21 horas escutaram vários estampidos, porém disseram que não imaginaram se tratar de tiros. Foi um irmão da vítima que na manhã deste domingo dia 26, encontrou ele morto na sala da casa onde vivia com a mãe.

Muito abalada Dona Nilda, mãe do jovem, pediu às pessoas que deixassem ela ver o filho, mas os Policiais Militares informaram que era uma cena forte, e pediram que as pessoas não entrassem com ela na residência: “Eu queria só abraçar ele”, pediu. Ela não estava em casa no momento do crime. Segundo os militares, Weliton foi atingido por alguns tiros, inclusive no rosto, “possivelmente ele estava dormindo quando foi alvejado, mas isso só a perícia poderá confirmar”, disse um policial.

“Foi cedo, eu tinha acabado de chegar em casa, liguei a televisão e logo escutei o barulho, mas pensei que fosse algum fogos num evento que tava acontecendo no final da rua”, disse um morador da rua que pediu para não ser identificado.

A PM preservou o local do crime e acionou o Departamento de Polícia Técnica (DPT), para fazer a perícia e remoção do corpo. Segundo informações de populares Weliton estava desempregado. (Jornal A Nossa Voz)