O mecânico Jonas Eduardo da Silva, de 23 anos, a sogra, Leiza Valéria da Conceição Silva, de 51 anos e o entregador de água Nivaldo Batista de Albuquerque, de 65 anos, foram as três vítimas que morreram após serem atingidas por um fio de alta tensão que se rompeu da rede elétrica aérea, na manhã desta terça-feira (21), no Beco da Colônia no Centro de Jaboatão dos Guararapes.

Em nota, a Neoenergia Pernambuco, empresa responsável pela rede elétrica no estado, lamentou o acidente e disse que “está apurando as causas da ocorrência e está auxiliando as autoridades competentes”. Também disse que “se coloca à disposição para prestar todo o apoio necessário às famílias”. A energia da região foi interrompida para a realização dos reparos. Os corpos foram removidos para o IML do Recife.

O trágico acidente

Três pessoas morreram após sofrerem um choque elétrico em um fio de alta tensão na comunidade Beco da Colônia, no bairro de Jaboatão Centro, no município de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. O caso aconteceu na Rua Coronel Câmara Lima, na manhã desta terça-feira (21), por volta das 8h30. O Corpo de Bombeiros enviou três equipes para o local e informou que as vítimas foram uma mulher e dois homens.

Uma das possíveis causas do rompimento da fiação é uma sobrecarga, segundo o perito Epaminondas Barros. Análises complementares ainda são realizadas para confirmar essa possibilidade. O motorista de caminhão Givanildo Francisco, que tem 48 anos e mora na área, conhece uma das vítimas: o mecânico, que trabalha em uma loja de bicicletas localizada no bairro. Segundo testemunhas, um segundo fio chegou a se soltar do mesmo poste, mas caiu em direção ao canal localizado na rua onde o acidente aconteceu. As testemunhas também relataram que havia chovido pouco antes do momento em que as vítimas foram eletrocutadas.

Segundo os bombeiros, foram enviadas ao local equipes da Polícia Militar (PM), da Polícia Civil e do Instituto de Criminalística (IC). De acordo com a prefeitura de Jaboatão dos Guararapes, não houve acionamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A Polícia Militar informou que foi acionada para isolar o local até a chegada dos órgãos competentes. Já a Polícia Civil disse que enviou equipe, juntamente com a perícia da Polícia Científica, e iniciou as investigações do caso. (g1)