A mãe que abandonou a filha recém-nascida em uma obra de Cristalina, no Entorno do Distrito Federal, disse à Polícia Civil que tomou a atitude porque engravidou após ser estuprada e escondeu da família a gestação pelos nove meses. Um vídeo registrou uma moradora resgatando a bebê após ouvir o choro dela (assista acima).

A mulher, que tem 32 anos, recebeu alta do hospital municipal nesta semana, prestou depoimento e foi embora. Ela não foi presa.

O delegado Juliano Campestrini informou que trata o caso como abandono de bebê. A criança está sob cuidados da assistência municipal do município após ser encontrada no domingo (9).

A investigação será aprofundada para confirmar a veracidade do estupro. O delegado explicou que, com a apuração prévia do abuso sexual, é preciso ter cautela para delimitar a conduta da mãe.