A Prefeitura de Poções, por meio da Secretaria Municipal de Educação, através do coordenador da educação do campo, Josimar Lima, se reuniu na manhã desta quarta-feira (02) com a Universidade Estadual da Bahia para discutir sobre a implementação do currículo na Comunidade Quilombola da Lagoa do João.
A reunião aconteceu por videoconferência, entre Josimar Lima e a coordenadora da linha de estudos e pesquisas de Políticas Públicas e Relações Étnico Raciais do GEPEMDECC/UESB, doutoranda em Educação pela FUNIBER/UNINI/SC, pedagoga e psicopedagoga, a professora Niltania Brito Oliveira.
Durante a reunião, ocorreu um breve diálogo sobre as diversas formas de implementação do currículo na comunidade quilombola, partindo da compreensão que o documento precisa estar em constante diálogo com as propostas pedagógicas, estratégias de ensino e respeito às diferenças étnico-raciais e culturais de cada comunidade, visando a valorização da identidade histórica e cultural e da preservação da memória, da ancestralidade.
Nos dias atuais as comunidades remanescentes de quilombos conservam uma forte ligação com sua história e trajetória, sempre buscando preservar costumes e cultura herdadas dos seus povos mais antigos. Os quilombos são comunidades formadas por descendentes de negros escravizados durante regime o escravocrata que foi vigente no Brasil por mais de 300 anos. Essas comunidades são sinônimo de resistência a opressão sofrida pelo povo negro, carregadas de peculiaridades geográficas no que tange os seus aspectos de localização e origem, ligadas a uma forte ideia e territorialidade e pertencimento.