A técnica de enfermagem Vania de Oliveira Pinto, de 35 anos, está desaparecida há pelo menos 11 dias. Segundo familiares, Vania foi vista pela última vez durante um plantão no Hospital Geral Roberto Santos, localizado no bairro do Cabula, em Salvador.


Segundo uma colega de trabalho, que não quis ser identificada, Vania esteve com o ex-marido momentos antes de desaparecer. Segundo ela, que trabalha com a técnica de enfermagem há quatro anos, eles têm um filho juntos e o homem teria ido até o hospital para falar com a ex-esposa.

"Ela pediu para uma colega 'segurar' o plantão, pois ela teria que sair para resolver uma situação com ele. Depois, uma colega conseguiu o número dele, mas ele não atendeu. Quando ela ligou novamente, ele contou que havia deixado Vania em um ponto de ônibus em São Cristóvão", afirma.

A colega de Vania ainda diz que a amiga tenta na justiça ter a guarda do filho, que mora com o pai.

"A gente só quer saber onde ela está, se ela está viva, se está morta. Ela tem um filho e sabemos da luta dela para conquistar a guarda dele", conta.


Preocupados com o sumiço da técnica de enfermagem, os amigos de Vania contataram alguns familiares, que disseram também não ter notícias dela. Eles então contataram o irmão de Vania, que não vive em Salvador. Segundo a colega, ele afirmou que tomarias as providências e registraria o desaparecimento na delegacia.

Ainda de acordo com colegas de Vania, a técnica de enfermagem é bastante responsável com o trabalho e não costuma ficar sem dar notícias. A colega lembra que quando Vânia ficou sem aparelho celular, ela foi até o hospital informar que cumpriria com todos os horários.

"Vania, eu não sei se você está viva, minha amiga. Mas se você estiver, apareça. Nós estamos aqui para te ajudar", pede a colega.

O Hospital Geral Roberto Santos não comentou o caso e afirmou que Vania é uma funcionária terceirizada da instituição. (g1 Bahia)